segunda, 03 de julho de 2017 - 09:52h
Inauguração da Clínica da Vida
a Clínica da vida Lourival Duarte Brandão vai desafogar o Hcal
Por: Tony Briam e Janine
Foto: Tony Briam
clínica da vida foi homenageada com o nome de um nefropata que morreu lutar pela sua saúde.

O Governo do Amapá inaugurou na sexta-feira, 30, Clínica da Vida Lourival Duarte Brandão, em Santana, ampliando o serviço de hemodiálise no Estado. A nova unidade de nefrologia é um espaço especializado e exclusivo para o tratamento em pacientes renais crônicos.

A clínica está equipada com 14 máquinas de hemodiálise de última geração, e vai atender inicialmente 24 pacientes, três vezes por semana (terças, quintas e sábados) e em dois turnos (7h às 11h e das 12h às 16h).

O atendimento será feito por uma equipe multidisciplinar formada por dois médicos, cinco enfermeiros, 25 técnicos de enfermagem com especialização ou treinamento na área, além de um psicólogo e um assistente social.

Com isso, o governo amplia e fortalece a linha de cuidados aos pacientes e desafoga o atendimento na unidade de nefrologia do Hospital de Clínicas Alberto Lima (HCAL), dando mais comodidade e conforto aos usuários do município de Santana que não terão que se deslocar até a capital para o tratamento.

A ampliação da equipe que vai atuar na Clínica da Vida é uma prioridade para o governo do Estado, que vem trabalhando de forma contínua e incessante nesse sentido. O objetivo é elevar os atendimentos para mais de 80 pacientes até o final de 2017.

Segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia, a carência de médicos nefrologistas é uma realidade comum a todos os Estados. Apenas 1% dos profissionais médicos no país, são especializados nesta área.

Mas o Governo do Amapá se articula para vencer esse obstáculo e efetivar a contratação de mais um nefrologista ainda antes da inauguração, o que permitirá, de imediato, estender o serviço e atender até 50 pacientes.

Custos

A obra iniciou em maio de 2014, mas foi paralisada em novembro do mesmo ano. Com a necessidade de adequações e serviços complementares, ausentes no projeto inicial, a obra foi retomada pela gestão do governador Waldez Góes em setembro de 2016. A unidade de nefrologia de Santana teve um custo total de R$ 1.762.211,99, recurso exclusivo do tesouro estadual.

A Clínica da Vida está localizada em uma área dentro do complexo hospitalar de Santana. E é composta por dois consultórios, sala para hemodiálise, osmose, posto de enfermagem, sala de recuperação, espaço de resíduos, ambiente para lavagem de fístula. Além de recepção com registro e espera, administração, banheiros masculinos e femininos com acessibilidade; repouso e vestiários com banheiros masculino e feminino; duas copas, uma para funcionários e outra para pacientes e depósito de materiais de limpeza. Para dar suporte, caso falte energia, a clínica já possui gerador próprio.

Importância

A Hemodiálise, modalidade de tratamento ofertado na Clínica da Vida, é indicada quando os rins deixam de realizar a função de eliminar as substâncias tóxicas do organismo. Neste estágio, o paciente já atingiu a fase crônica da doença e é encaminhado para realizar o processo artificial de limpeza e filtragem do sangue por meio de uma máquina.

A nefrologia é importante no tratamento de pessoas com insuficiência renal crônica e aguda, principalmente em pacientes diagnosticados com diabetes e hipertensão arterial, que ocupam cerca de 95% das vagas para a realização de hemodiálise no Amapá.

Para o usuário ter acesso aos serviços do setor de nefrologia do Estado, é preciso ser referenciado por um médico da Unidade Básica de Saúde para um nefrologista que após avaliação e uma série de exames deverá indicar o tratamento adequado.

Homenageado

Filho de Jaburu dos Alegres, Gurupá/PA, Lourival Duarte Brandão chegou a Santana em 1966, com 29 anos, onde fez sua história como agricultor, pescador, madeireiro, funcionário da madeireira Brumasa. Lorica, como ficou conhecido, também fazia frete em carroça e vendia açaí. De tudo que fazia, desempenhou essas atividades com a raça, dedicação e esforço dos construtores de Santana, onde deixou oito filhos, 17 netos e seis bisnetos.

Paciente renal crônico, Lourival faleceu aos 61 anos. Guerreiro, Lorica deixou grande contribuição com sua força e trabalho, qualidades que fizeram com que o Governo do Amapá desse nome à Clínica da vida, dando mérito ao seu Lourival.

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

SEINF - Secretaria de Estado da Infraestrutura
Av. Fab, 1276 - Central, Macapá - AP, 68900-073 - (96) 2101-7537 -
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2022 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá